A Irlanda que resiste!

Na Irlanda que luta pela república

Belfast, Derry e Dublin


Próxima Excursão 02 a 07 de Outubro de 2023

Propõe-se nesta viagem uma visita a Falls Road e Ardoyne, em Belfast, bastiões do Sinn Féin e do IRA. Para além dos inúmeros murais, há memoriais de locais onde foram assassinados cidadãos pelas forças da ocupação e por paramilitares lealistas. Há também os muros e portões que separam bairros e fecham às 23 horas para evitar ataques armados, uma presença que mostra que o conflito permanece ainda que em baixa intensidade.
Em Falls Road, está o Museu de História Republicana Irlandesa Eileen Hickey, onde há inúmeros artefactos e documentos relacionados com o conflito. Importantes fugas de prisões são dadas a conhecer através da história do conflito. Também armas e explosivos, bandeiras, jornais, uniformes de combatentes do IRA, artesanato feito por presos políticos estão expostos. Nesta zona de Belfast está a histórica sede do Sinn Féin, assim como a sede do IRSP, braço político do INLA, com um monumento aos brigadistas irlandeses na Guerra Civil de Espanha. Na mesma, artéria está uma das casas onde viveu James Conolly e o James Connolly Visitor Centre. Ao fundo da rua está o cemitério de Milltown, palco de inúmeros acontecimentos. Para além de aqui estarem enterrados vários dos grevistas de fome e importantes membros do IRA mortos em combate, o cemitério foi alvo de ataques por parte de paramilitares em funerais republicanos. Bem perto do cemitério está o mítico pub republicano Rock Bar onde se reúnem os patriotas irlandeses para beberem as suas pints de Guinness. Outro pub que concentra activistas políticos é o Red Devils onde o tecto está cheio de fotografias e bandeiras de organizações armadas de vários povos. A ida a Ardoyne é simbólica porque é um bairro cercado por sectores lealistas. Um bairro de classe trabalhadora cheio de murais do IRA e o estádio do mítico clube antifascista e patriota Cliftonville.

A visita a Derry é carregada de emoções. A cidade que é governada pela esquerda carrega o peso do massacre perpetrado pelas tropas britânicas em 1972. Nesse dia, caíram mortos 14 civis e outros 15 ficaram feridos durante um protesto pacífico pelos direitos civis. Perante a impunidade das forças ocupantes, na semana seguinte centenas de jovens pediam para engrossar as fileiras do IRA Provisório.
Para além do Museu do Domingo Sangrento, a cidade está cheia de murais alusivos ao conflito. Sobretudo no bairro de Bogside que durante meses foi território livre, sob controlo dos combatentes irlandeses entre 1969 e 1972, que policiavam as ruas. O célebre mural recebe os visitantes: “You are now entering Free Derry”. No centro de Derry, são vários os pubs que transportam consigo a histórica musical e taberneira do povo irlandês. Pubs como o Peadar O’Donnell’s, o Gweedore Bar e o Castle Bar fazem parte da rota.

Percurso

  • Dia 2 Chegada a Dublin às 10h00, Autocarro para Belfast (1h30);
  • Dias 2 e 3 Dia e Noite em Belfast;
  • Dia 4 Autocarro para Derry (1h).
  • Dias 4 e 5 Derry
  • Dia 6 Autocarro para Dublin (3h30);
  • Dias 6 e 7 Dublin;
  • Dia 7 Voo para Lisboa;

Programa

Dia 2

  • Chegada a Dublin pelas 9h35;
  • Autocarro para Belfast às 11h00;
  • Instalação no hotel;
  • Passeio pelo centro de Belfast. Jantar no Mítico Kelly’s Cellars e ida ao Pub Republicano Maddens.

Dia 3

Dia dedicado a um passeio pela mítica Falls Road, com passagem por:

  • Cemitério Milltown onde estão sepultados dezenas de combatentes do IRA e resistentes da ocupação britânica, entre eles Bobby Sands;
  • Dezenas de murais políticos;
  • Jardim da memória;
  • Memorial em Bombay Street;
  • Memorial a Bobby Sands na sede do Sinn Féin;
  • Memorial aos brigadistas irlandeses na Guerra Civil de Espanha;
  • Muro da solidariedade internacionalista que separa Falls Road de um bairro protestante, e um antigo posto de controlo;
  • Pubs republicanos míticos como o Rock Bar e o Red Devils.

Visita a:

  • Museu de História Republicana Irlandesa Eileen Hickey;
  • James Connolly visitor center.

Dia 4

  • Viagem de autocarro para Derry;
  • Instalação no hotel;
  • Visita ao Free Derry Museum;
  • Passeio pelo Bairro de Bogside e pelos seus vários memoriais e murais políticos;
  • Ida ao Pub republicano Peadar O’Donnell’s assistir a um concerto ao vivo de folk irlandês.

Dia 5

  • Passeio pelo campo e pelas costas da Irlanda. Hipótese de realizar tour ao passeio dos gigantes e outros localizações míticas.

Dia 6

  • Viagem de autocarro para Dublin;
  • Instalação no hotel;
  • Passeio evocativo da insurreição da Páscoa (Correios, Castelo de Dublin); estátua de Conolly;
  • Jardim da memória;
  • Passeio na Temple Bar; assistir a música ao vivo num dos PUB da Temple Bar.

Dia 7

Visita a Kilmainham Gaol, a prisão museu;

Visita à Connolly Books;

Passeio pela Temple Bar;

Voo de regresso a Lisboa às 18h20

Tens interesse nesta viagem?

Calendário das viagens

%d bloggers like this: